BENEFÍCIOS DA QUIROPRAXIA

A Quiropraxia é uma profissão nova no Brasil, que há mais de 100 anos vem beneficiando milhares de pessoas nos EUA e outros países do mundo. 

Venha você também descobrir os benefícios de uma coluna saudável e de um corpo sem dor!

Gestantes

Em função dessas alterações, aproximadamente 50% das gestantes experimentam dor na coluna vertebral, pricipalmente na região da coluna lombar. As alterações musculoesqueléticas ocorrem principalmente no terceiro trimestre da gestação, devido a múltiplos fatores, como por exemplo: aumento gradual de peso, fadiga, má postura, instabilidade da articulação, lassidão ligamentar e retenção de água (edema).

 

Podendo resultar em: 

  • Dor lombar

  • Dor lombar com irradiação para pernas

(ciatalgia/ nervo isquiático)​

  • Dorsalgia (Dor no meio das costas)

  • Neuralgia braquial

 

A quiropraxia no pré-natal gera alívio destes sintomas, proporcionando bem-estar durante e após a gestação. A mulher que, trata suas dores durante a gestação, além do alívio destes sintomas, dorme melhor e possuí uma redução mais rápida da dor no período pós-parto, permitindo assim que a mãe cuide do seu bebê e desfrute deste momento tão esperado.

 

A gravidez é um momento único na vida de toda mulher e durante este período seu corpo sofre grande número de alterações fisiológicas. Com o passar do tempo é necessário que a mulher adapte sua postura para compensar a mudança do seu centro de gravidade, além disso, devido as alterações hormonais o corpo da gestante apresenta um aumento generalizado na flexibilidade das articulações. 

 

 

  • Neuralgia intercostal

  • Síndrome do Túnel do Carpo

  • Separação da sínfise púbica

  • Dor no ligamento redondo

Bebês e Crianças

A coluna do bebê se desenvolve até o final da gravidez, e já ao nascer alguns fatores podem contribuir para a perda de sua integridade. Durante o trabalho de parto, os bebês podem ser submetidos a movimentos não naturais à sua estrutura, especialmente a forma de retirada através da cesariana, método cada vez mais comum no Brasil, podendo gerar as primeiras subluxações vertebrais, particularmente da coluna cervical.

O modo de engatinhar ou caminhar, assim como as pequenas quedas, também podem gerar subluxações vertebrais. Por isso, é importante cuidar da coluna dos bebês e crianças desde cedo, protegendo-os de problemas futuros, como dores e desvios na coluna (escoliose).

 

A criança ou o bebê não constuma apresentar dor, assim é importante que os pais fiquem atentos há alguns sinais que podem indicar que seu filho está com alguma disfunção na coluna vertebral:

  • Quando a cabeça do bebê fica constantemente inclinada somente para um lado; 

  • Desvios posturais visíveis na coluna e desvios de posição dos pés e joelhos, neste último caso, os desvios dos membros inferiores, se não corrigidos na infância acabam gerando compensações e dores na vida adulta.

  • Cólicas, dores de ouvido e dores de cabeça, também podem estar relacionados com disfunções da coluna vertebral.

 
A avaliação para corrigir problemas vertebrais pode garantir à criança um desenvolvimento mais saudável, livre de interferências!

Adolescentes

O desvio postural no adolescente mais comum é a escoliose, um desvio lateral da coluna vertebral. É importante que os pais estejam atentos há alguns sinais físicos que podem indicar escoliose:
• Um ombro é mais alto do que o outro
• Um lado da caixa torácica parece maior do que o outro
• Um quadril aparece mais alto ou mais proeminente do que o outro
• A cintura pode parecer desigual
• O corpo se inclina para um lado
• Uma perna pode parecer mais curta do que a outra

Diversas alterações fisiológicas ocorrem na adolescência e é neste período que a taxa de crescimento do corpo é muito mais rápida, acarretando em alterações posturais e estruturais.

 

Hábitos como ficar muito tempo sentado estudando ou fazendo uso de computador e do smartphone, falta de exercício, tem gerado alterações posturais, como anteriorização da cabeça e hipercifose.

Qualquer grau de desvio, mesmo o mais leve, vai ter efeito sobre o funcionamento da coluna, intensificando a velocidade que ela degenera e dificultando a transmissão dos impulsos nervosos do cérebro ao corpo.

 

A intensificação da curvatura pode ser retardada ou impedida de progredir em muitos pacientes, por meio de exercícios regulares, ajustes quiropráticos, técnicas miofasciais para eliminar a tensão da musculatura encurtada, alongamentos e mudança de hábitos posturais.

 

Na adolescência a dor nem sempre está presente, sendo uma consideração secundária no tratamento quiroprático, o foco predominante do tratamento é estrutural e postural. Entretanto, se a escoliose e outros desvios não forem corrigidos na juventude, na fase adulta podem ocorrer dores nas costas, alterações degenerativas precoces que afetam seu bem-estar e qualidade de vida.

Fase Adulta

Com a crescente carga horária das jornadas de trabalho, vemos comumente sintomas que afetam inúmeros trabalhadores, dos mais diversos ramos de atividade, demonstrando clinicamente as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT). Sensação de peso nos ombros, formigamento e dores para os braços, assim como tendinite, bursite, epicondilite, podem estar relacionados com essas lesões.

O tratamento quiroprático dos pacientes com LER/DORT visa proporcionar alívio dos sintomas, recuperar a lesão o mais rápido possível, reduzindo assim a falta ao trabalho, pois hoje todo trabalhador tem muitas responsabilidades, sendo difícil ficar afastado de suas atividades por qualquer tempo que seja.  Além disso, orientações sobre posturas incorretas, sobre melhorias ergonômicas do ambiente de trabalho e hábitos saudáveis são concedidas, a fim de prevenir e evitar futuras lesões e desconfortos.

Atletas

Praticar esportes de forma profissional ou amadora, além de fazer bem à saúde, proporciona sensação de bem-estar. Entretanto, treinos frequentes e exercícios praticados de forma intensa ou com movimentos repetitivos podem gerar lesões no sistema musculoesquelético (articulações, músculos, tendões e ligamentos).
       

A quiropraxia através de técnicas de reabilitação não invasivas, busca recuperar com rapidez torções, estiramentos musculares e lesões de ombro, cotovelo, punho, joelho e tornozelo. Temos por objetivo eliminar a dor, recuperar a estabilidade da área lesada, aumentar a amplitude de movimento das articulações, proporcionando maior rendimento esportivo ao atleta.

Idosos

Nesta etapa da vida, caracterizada a partir dos 60 anos, nossa saúde em geral, assim como a coluna e as outras articulações do corpo são influenciadas por modificações que ocorrem com o passar do tempo. Como resultado, dores na coluna provenientes da degeneração vertebral (artrose, hérnia de disco, ciatalgia)  se tornam mais comuns e o tempo para recuperação de lesões aumenta.

O tratamento quiroprático, utilizando o ajuste articular e outras técnicas específicas, busca reduzir a dor e sintomas decorrentes do envelhecimento, aumentar a amplitude de movimento e com isso, reduzir o uso excessivo de medicamentos para dor e evitar procedimentos cirúrgicos. Proporcionando ao idoso muito mais que alívio dos sintomas, mas também bem-estar e maior capacidade para desempenhar suas atividades do dia-a-dia, usufruindo assim, de todo o seu potencial de saúde. 

  • Grey Facebook Icon

© 2016 por Corpo & Coluna Quiropraxia rj - Saúde sempre!

Nosso Endereço

Avenida das Américas, nº 500 

Shopping Downtown |Bloco 04, Sala 201

Tel.: 21 3563-5668 | Barra da Tijuca - RJ

Quiropraxia na Barra da Tijuca