top of page

TUDO sobre DISCO INTERVERTEBRAL

O disco intervertebral é uma estrutura fibrocartilaginosa que separa uma vértebra da outra, e sua principal função é permitir mobilidade ao longo de toda coluna e amortecimento de impacto.



Mas porque fibrocartilaginosa? O disco é composto pelo núcleo pulposo, que fica na parte interna do disco, e essa parte é formada basicamente por tecido cartilaginoso (80% água + ácido hialurônico = gel cartilaginoso). E ao redor do núcleo pulposo temos os anéis fibrosos, composto por tecido fibroso.


A junção desses dos tecidos, tecido cartilaginoso mais o tecido fibroso, resulta nessa estrutura chamada fibrocartilagem.


Nós temos discos intervertebrais em toda nossa coluna. Eles começam entre as vértebras C2 e C3, e terminam entre a vértebra L5 e o osso sacro.


Se formos olhar a imagem de um disco intervertebral em uma vista superior, que seria um corte axial, vamos perceber que a parte anterior do disco é mais abaulada, faz um desenho de “barriguinha” e contém mais fibras. E a parte posterior é mais reta, contém menos fibras, e logo atrás é onde passa nossa medula espinhal.


Ao longo da nossa coluna nós temos o ligamento longitudinal anterior, que se estende sob os aspectos anteriores e um pouco nas laterais da coluna, e o ligamento longitudinal posterior que passa pela porção posterior da coluna. A ação desses ligamentos é importante, pois eles não apenas estabilizam e limitam movimento da coluna, eles também tem um papel muito importante na estabilização dos discos intervertebrais.

É muito comum quando as pessoas apresentam uma protusão discal (lesão no disco), e nos exames de imagem ela aparecem póstero laterais, isso porque é apenas naquela região da coluna vertebral que não temos ligamentos passando. E também posteriormente que é onde as fibras do disco são mais fracas que na parte anterior.



MAS ENTÃO, COMO CUIDAR DOS DISCOS?

Nossos discos possuem pouquíssimas terminações nervosas e nenhum aporte sanguíneo. Para cuidarmos dos nossos discos ao longo da vida, alguns cuidados básicos devem ser levados em conta:


1- Beba bastante água: para fazer um cálculo de quanto de água você deve ingerir diariamente, você multiplica o seu peso por 35. EX: 66 quilos x 35= 2.300. Ou seja, 2,3 litros de água por dia. O nosso núcleo pulposo tem cerca de 80% de água. Precisamos beber água para mantê-lo hidratado.


2- Evite cigarros, álcool, exagerar no café, açúcar refinado e alimentos industrializados;


3- Consuma alimentos ricos em cálcio;


4- Pratique alguma atividade física;


5- Cuidado com a postura;


6- Faça quiropraxia! Com os cuidados com a quiropraxia, nós iremos manter a mobilidade e hidratação discal. O disco absorve água e nutrientes através do movimento. Se temos restrições de movimento nas articulações da coluna, os nossos discos sofrem e não conseguem fazer a absorção necessária.




Geralmente as crises de dor discogênica, vão acontecer principalmente na fase de jovem para adulto, que é na fase mais produtiva.


Também pelo processo de envelhecimento, vamos ter menos proteínas inflamatórias na região discal, fazendo com que a dor discogênica tenha uma incidência muito menor em indivíduos idosos, mais ou menos depois dos 60-65 anos de idade. Quando envelhecemos é comum irmos perdendo água em partes cartilaginosas do nosso corpo, e uma das primeiras partes a perder é o disco intervertebral, a parte onde temos o núcleo pulposo.


O processo degenerativo pode se iniciar de forma precoce se não tomarmos os devidos cuidados. Conforme ocorre a desidratação estrutural discal, os mesmos acabam de tornando cada vez mais rígidos, diminuindo assim a capacidade de ajustar-se a compressão.




DICA BONUS:


Forças de torção sobre os discos são extremamente lesivas! Isso gera uma grande sobrecarga sobre eles.

Movimentos de torção + peso associado = grandes chances de lesão. Então, muita atenção nos exercícios de musculação e exercícios de carga!





3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page